Conheça Juarez Paraíso, o homenageado desta edição

Marcado pela ousadia e por fazer da sua arte um grito de contestação, Juarez Marialva Tito Paraíso deixou sua marca por onde passou. Um dos expoentes da segunda geração de artistas modernos da Bahia, nasceu no dia 03 de setembro de 1934, no distrito de Arapiranga. 

Filho de Isaltino Conceição Paraíso e Eulália Martins Alves Paraíso, Juarez Paraíso já esboçava, desde criança,  as suas aspirações na vida artística. Começou manuseando barros, transformando-os em obras de arte,além de traçar suas primeiras linhas com lápis de cor. Mais adiante, o jovem Juarez se viu fascinado pelas personagens das histórias em quadrinhos voltados para o universo  da ficção científica, colecionando  álbuns com cenas retiradas das publicações.

Aos 17 anos é aprovado na Universidade Federal da Bahia (UFBA), onde concluiu, com êxito, os cursos de pintura, gravura e escultura. Após este período, começou a se destacar como artista, participando, com suas criações, de eventos como o 2º Salão Universitário Baiano de Belas Artes, onde se destacou com duas premiações. 

Nos anos 60, Juarez Paraíso fez parte da segunda geração de artistas modernos da Bahia, ao lado de Calasans Neto, Sante Scaldaferri e outros. Durante este tempo, montou sua primeira exposição individual. Mais adiante organizou mais duas bienais baianas. 

Atualmente, Juarez é professor da Escola de Belas Artes (EBA-UFBA) e imortal da Academia de Letras da Bahia (ALB). Suas obras podem ser vistas em diversos cantos do mundo.

Para saber mais sobre o nosso homenageado, clique aqui

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest